29.2.12

Biblioteca # 37


Envelhecimento e Cuidados Domiciliários em Instituições de Solidariedade Social

Autor (es): Maria Irene Lopes B. Carvalho
Ano de edição: 2012
Editor: Coisas de Ler
ISBN: 9789898218780
Preço: 17,00€ -COMPRAR

Sinopse:
Esta obra analisa os cuidados domiciliários em instituições de solidariedade a partir de um conjunto de desenvolvimentos recentes: o aumento do número das pessoas idosas dependentes e a acção política na velhice. Situa os cuidados domiciliários como domínio emergente da política, que articula a área social e a saúde, as entidades públicas e privadas, lucrativas e não lucrativas, o trabalho formal e o informal, as pessoas idosas dependentes e os familiares cuidadores. Procurámos compreender em que medida esta política se configura tendo em conta três vertentes: as pessoas idosas dependentes; as instituições de solidariedade com serviços de apoio domiciliário; e a intervenção dos profissionais de Serviço Social coordenadores desses serviços. Analisámos as disposições e as práticas em quatro instituições com estatuto jurídico de IPSS.

28.2.12

Formações "A Casa"

curso de especialização 24h -SEXUALIDADES & ENVELHECIMENTO ACTIVO

Objectivos:

  • Disponibilizar conhecimentos especializados na área das Sexualidades, específicos do processo de envelhecimento, dado ser 2012 o Ano Europeu do Envelhecimento Activo.
  • Desconstruir preconceitos e estereótipos relativamente às Sexualidades dos Mais Velhos.
  • Proporcionar elementos de reflexão crítica sobre as práticas e os comportamentos perante o Envelhecimento Activo.
  • Promover a aquisição de competências científicas e técnicas no âmbito da vivência das Sexualidades no Idoso.
  • Actualizar conhecimentos sobre as estratégias e os programas de intervenção no processo de Envelhecimento.

Mais informações aqui.


curso de pós graduação 12h - SEXUALIDADES & ENVELHECIMENTO ACTIVO

Objectivos:

  • Disponibilizar conhecimentos especializados na área das Sexualidades, específicos do processo de envelhecimento, dado ser 2012 o Ano Europeu do Envelhecimento Activo.
  • Desconstruir preconceitos e estereótipos relativamente às Sexualidades dos Mais Velhos.
  • Proporcionar elementos de reflexão crítica sobre as práticas e os comportamentos perante o Envelhecimento Activo.
  • Promover a aquisição de competências científicas e técnicas no âmbito da vivência das Sexualidades no Idoso.
  • Actualizar conhecimentos sobre as estratégias e os programas de intervenção no processo de Envelhecimento.

Mais informações aqui.


curso de pós graduação 12h - O EDUCADOR & A SEXUALIDADE DA CRIANÇA

Objectivos:

  • Disponibilizar conhecimentos especializados, científicos e técnicos, na área das Sexualidades.
  • Desconstruir preconceitos e estereótipos relativamente às Sexualidades.
  • Proporcionar elementos de reflexão isenta sobre as práticas e os comportamentos em Sexualidades.
  • Aprender a assumir e gerir a Sexualidade na Criança.

Mais informações aqui.

27.2.12

Envelhecimento e violência: da teoria à prática (Lisboa)

Dirigida a profissionais da saúde e de outros sectores que lidem com pessoas idosas, a acção de formação intitulada «Envelhecimento e violência: da teoria à prática» decorrerá nos dias 15 e 16 de Março de 2012, sendo organizada pelo Departamento de Epidemiologia do INSA - Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge.


Objectivo
A iniciativa visa permitir uma análise participada e integrada da violência sobre as pessoas idosas, quer ao nível da caracterização do fenómeno, do seu enquadramento jurídico-legal e das estratégias de intervenção em diferentes níveis e contextos profissionais.

Conteúdos:

1. Definição do problema
1.1. Etimologia de conceitos: violência, maus-tratos, abuso, negligência
1.2. O reconhecimento de um problema de saúde pública
1.3. Caracterização da violência em contexto familiar:
1.3.1. Tipos de violência: física, psicológica, financeira, sexual e negligência
1.3.2 Frequência e intensidade
1.3.3. Fatores explicativos e de risco associados

2. Violência contra as pessoas idosas - enquadramento jurídico-legal
2.1. Autonomia e capacidade da pessoa idosa
2.2. Enquadramento jurídico-legal da violência contra a pessoa idosa
2.3. Dilemas ético-jurídicos na atuação: a pessoa idosa versus obrigação de denúncia

3 Intervir na violência contra as pessoas idosas
3.1. Identificar, avaliar e intervir na violência contra as pessoas idosas em contexto familiar
3.1.1. Instrumentos de triagem (screening) e diagnóstico
3.1.2. Aspetos médico-legais: avaliação forense
3.1.3. Prevenção, intervenção e circuitos jurídico-legais



Inscrição:
- €120, devendo ser efectuada até ao dia 08 de Março.
A inscrição pode ser efectuada online aqui.

Contactos:
Gabinete de Formação
INSA Dr. Ricardo Jorge, IP
Av. Padre Cruz
1649-016 Lisboa
21 7508133/42
21 7508132
manuela.lopes@insa.min-saude.pt
acfreitas@insa.min-saude.pt

Publicações online # 38

A Educação Social noutros países... # 2

Itália

Na Itália, os educatori professionali são reconhecidos pelo Ministério da Saúde, o que é um facto interessante, pois a Itália é o único país da Europa onde os educadores sociais são rotulados como "profissionais de saúde" e não como uma profissão social. Contudo, os educatori professionali trabalham também em serviços sociais (embora não sejam legalmente reconhecidos como profissionais sociais).

A única profissão reconhecida enquanto tal, em Itália, é o assistente social. Os educadores sociais trabalham em complementaridade com os assistentes sociais. Qualquer educador social proveniente de outro país que queira trabalhar em Itália, deverá submeter a sua candidatura ao Ministério da Saúde, e, por vezes, terá de realizar exames, oficinas, etc, de forma a obter equivalência profissional.

Em Itália, a ANEP (Associação de "Educatori Professionali" trabalham em equipas com outros profissioanis, como enfermeiros, psicoterapeutas, radiologistas, e etc. A posição dos educadores sociais na Europa e na AEIJI não é por isso clara.

26.2.12

Social Work and Society Network

Social Work and Society Network é uma rede internacional de cientistas sociais e activistas políticos nos campos de trabalho social e política social. Esta rede é responsável pela publicações: SW & S Online Journal e o SW & S-Magazine .

Esta rede é dedicada a uma análise crítica da relação entre o trabalho social, política social, Estado e as forças económicas. Constitui um fórum em que as visões convencionais podem ser contestadas, as teorias sobre o estatuto e missão do trabalho social na sociedade podem ser desenvolvidos e podem-se identificar outras formas de trabalho social.



Publicações online # 37

(clicar em cima da imagem para aceder à publicação)



Índice:

Editorial - Eeva Timonen-Kalio & Margaret Gilmore

Working with Families - Curricular Considerations for Social Pedagogy and Social Care Education - Áine de Róiste & Celesta McCann-James

Constructing and (re) constructing professional identities: an analysis on Portuguese Social Educators - Ana Maria Serapicos, Florbela Samagaio & Gabriela Trevisan

The social Professions in Spain: past and present - Judit Fullana & Carles Serra & Maria Pallisera

Identity questions of professors in social pedagogy training - Gabriella Bodnár & Andrea Riez

How can we meet the needs of boys and girls in social pedagogical work? - Palle Esben Jørgensen & Knut Skjærvold

Facing the Emotional Challenge of Social Care Work - Mark Taylor

The premises of normality - social pedagogical challenges - Christer Cederlund

The Diversity of Social Pedagogy in Europenge Danielsen - Kornbeck & Jensen & Rosendal (Eds.)

SENDART - Concurso Internacional Para Educadores Sociais

SENDART é um concurso, organizado a nível internacional pela CEESC - Associação de Educadores Sociais da Catalunya.

Este concurso convida todos os educadores sociais (de diferentes países) a criar e enviar uma imagem que reflicta como os educadores sociais são agentes de mudança social através do trabalho que fazem.

Para mais informações e inscrição no concurso, clicar aqui. Qualquer dúvida enviar e-mail para: sendart@ceesc.cat.

24.2.12

A pluralidade de possibilidades: a face interventiva das profissões sociais

Realiza-se, no próximo dia 1 de março, na Faculdade de Ciências Sociais (FACIS), o Seminário de Serviço Social, intitulado «A pluralidade de possibilidades: a face interventiva das profissões sociais».

O evento conta com a presença de profissionais nacionais e internacionais, bem como uma série de ateliers temáticos, que pretendem privilegiar o debate profundo em torno dos temas centrais do Seminário.


PROGRAMA:


9h00 - Receção dos participantes e entrega de documentação

9h30 - Sessão de abertura:
Arcebispo Primaz - D. Jorge Ortiga
Presidente do Centro Regional de Braga - Prof. Doutor João Duque
Diretora da Faculdade de Ciências Sociais - Braga - Prof.ª Doutora Engrácia Leandro
Diretor da Faculdade de Filosofia - Braga - Prof. Doutor Miguel Gonçalves

10h30 - Conferência de Abertura: «Pluralidade Metodológica: desafios para a intervenção social» - Maria José Escartín Caparroz (Prof.ª do Dep. de Trabajo Social y Servicios Sociales da Universidade de Alicante - Espanha)

- Comunicações:
* «Trabalho Social: contributos para refletir os processos de profissionalização» - Mestre Margarida Silva (FACIS - Braga)
* «Os múltiplos papéis do Assistente Social» - Mestre Paula Sousa (FACIS - Braga)

- Debate (Moderadora - Prof.ª Maria Graça Pereira - EP/UM)

13h00 - Intervalo Almoço

14h30 - Ateliers Temáticos:

1. Intervenção Social com crianças e jovens em risco
- Coordenação - Dr.ª Neusa Coelho, Assistente Social
- Moderação - Prof.ª Marta Lobo, ICS/UM

2. Intervenção Social e Saúde
- Coordenação - Mestre Helena Santiago, Assistente Social do Hospital de Braga
- Moderação - Prof.ª Doutora Filomena Ponte, FACIS - Braga

3. Crime e Reinserção: a intervenção social nos estabelecimentos prisionais
- Coordenação - Mestre Marcos Ribeiro, Assistente Social do Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira
- Moderação - Prof.ª Doutora Alexandra Esteves (FACIS - Braga)

15h45 - Intervalo Café

16h00 - «Stalking (assédio persistente): a (in)visibilidade do fenómeno» - Dr.ª Célia Ferreira (Psicóloga forense, EP/UM)

16h30 - «Intervenção Social e o trabalho em rede» - Mestre Alexandrina Cerqueira (Socióloga, Câmara Municipal de Vila Verde)

17h30 - Encerramento
Diretora da Faculdade de Ciências Sociais - Braga, Prof.ª Doutora Engrácia Leandro


Para mais informações e/ou inscrições contactar a Secretaria da Faculdade de Ciências Sociais:

Campus Camões
4710-362 Braga
T: 253 206 106
F: 253 206 107
E: secretaria.facis@braga.ucp.pt
W: www.facis.braga.ucp.pt

Biblioteca # 36


Manual de Gerontologia.
Aspetos biocomportamentais, psicológicos e sociais do envelhecimento

Autor (es): Óscar Ribeiro & Maria Constança Paúl
Ano de edição: 2012
Editor: Lidel
ISBN: 9789727577996
Preço: 22,49€ -COMPRAR

Sinopse:
Apesar do envelhecimento humano constituir um objeto de estudo de interesse crescente por parte de várias disciplinas científicas, a necessidade de uma área explicitamente comprometida com o processo de envelhecer, suas representações, determinantes, potencialidades e constrangimentos, e com as pessoas mais velhas enquanto objeto de estudo e intervenção específicos, não tardou em fazer-se sentir no mundo académico um pouco por todo o mundo. Essa nova área do saber e de praxis a que se deu nome de Gerontologia veio aglomerar vários estudos sobre o envelhecimento humano e assume-se hoje como um campo abrangente e pluridisciplinar que, apesar de ter uma relevância e destaque ainda recente no panorama nacional, rapidamente fez despertar a atenção de vários investigadores e profissionais.
A presente obra, Manual de Gerontologia, procura prover aos seus leitores, estudantes e profissionais, um acervo de conhecimentos estruturantes para uma compreensão holística do envelhecimento, reunindo contributos de várias disciplinas associadas à saúde, à psicologia e às ciências sociais. Sistematiza, ao longo de três partes (aspetos biocomportamentais, aspetos psicológicos e aspetos sociais), um conjunto de informações teóricas e aplicadas fundamentais para reconhecer o processo de envelhecer como algo altamente diferencial, que requer conhecimentos especializados e, desde logo, desempenhos otimizados por parte dos profissionais que trabalham direta e indiretamente com a população mais velha.

Apresentação do Livro: Ideias para um Envelhecimento Activo


CONVITE «O Centro de Recursos em Conhecimento (CRC) do Instituto da Segurança Social, I.P., tem o prazer de convidar V. Exa. para a sessão de divulgação da publicação “Ideias Para o Envelhecimento Activo”, Coordenação de Luís Jacob e Hélder Fernandes.


A publicação será apresentada pelo Professor Luís Jacob e pela Professora Stella António.

Luís Jacob, doutorando em educação social, mestre em recursos humanos e especialista em Gerontologia. É Presidente da Direcção da RUTIS e docente na Escola Superior de Saúde de Bragança na Licenciatura de Gerontologia. Stella António, doutoranda em sociologia, mestre em sociologia, docente no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa.

A sessão terá lugar no próximo dia 28 de Fevereiro, pelas 15h00, no Auditório do ISS, I.P., na Rua Castilho, n.º 5 – R/C, Lisboa. Contamos consigo!».

Confirmação de presença:
Telef. 21 318 49 89
E-mail: ISS-CRC@seg-social.pt

Fórum dos Educadores Sociais

Novo espaço de partilha entre educadores sociais:


Inscrevam-se e participem!

19.2.12

Biblioteca # 35


Guia do Animador - Ideias Práticas para Criar e Inovar

Autor (es): Instituto de Apoio à Criança
Ano de edição: 2011
Editor: Edições Silabo
ISBN: 9789726186557
Preço: 17,55-COMPRAR

Sinopse:
Este guia reúne algumas das boas práticas utilizadas ao longo da existência do Projeto Rua com crianças, jovens e famílias que connosco fizeram o seu percurso. É um instrumento prático, de fácil aprendizagem e aplicação, quer ao nível dos ateliers, como dos jogos pedagógicos na dinamização de grupos. Este Guia destina-se a animadores, educadores, professores e a todos aqueles que acreditam no poder da animação, nas suas variadas vertentes, como ferramenta imprescindível na intervenção junto de crianças e jovens.

16.2.12

Acção de formação - "Intervenção com famílias pobres: desenvolver estratégias colaborativas"

Núcleo Distrital: Viseu

Dias: 7, 14, 21 e 28 de março de 2012
Horário: 10h.00 às 13.00h e das 14.00h às 17.00h
Inscrição: Associados da EAPN: 60€ // Não associados: 100€

Inscrições devem ser realizadas até 2 de Março para:
EAPN Portugal / Núcleo Distrital de Viseu
Rua D. António Alves Martins nº 14, 4º BE, Edifício Liberal
Telefone 232 468 472/ 914777792 e fax 232 468 474
E-mail: viseu@eapn.pt

Local: Biblioteca Municipal de Mangualde

Data de início: 2012/03/07

Carga horária: 24 horas


Mais informações: EAPN Viseu

Curso Pós-Graduação: Intervenção Social numa Perspectiva Sistémica e Familiar



Mais informações em ISSSP.

15.2.12

Divulgação de Projectos # 18

Projecto Orienta-te


Objectivo: Promover a inclusão educativa, formativa e/ou sócio-profissional de jovens provenientes de contextos socioeconómicos mais vulneráveis. Assim como, mobilizar a comunidade na promoção da inclusão educativa/formativa e/ou sócio-profissional.

Duração: Desde 2008

Local: S. Domingos de Rana | Bairro Novo do Pinhal da Galiza | Bairro da Torre e Cruz da Guia | Alcabideche (Concelho de Cascais)

Parceiros: Câmara Municipal de Cascais, Clube Desportivo e Recreativo "Os Vinhais ", Agrupamento de Escolas Matilde Rosa Araújo, Agrupamento de Escolas Frei Gonçalo de Azevedo, Escola Secundária Ibn Mucana, Associação Empresarial do Concelho de Cascais, Hotel Tiara Park Atlantic Lisboa, Barclays Bank, Music Box

Financiadores: Programa Escolhas, Câmara Municipal de Cascais

O projecto ORIENTA.TE iniciou em Setembro de 2008, no Bairro Novo do Pinhal, Galiza (S. João do Estoril), continuando a intervir em Cascais até aos dias de hoje. Promovido pela TESE - Associação para o Desenvolvimento, resulta de um consórcio com a Câmara Municipal de Cascais.

A freguesia S. Domingos de Rana recebe o ORIENTA.TE em Janeiro de 2010, sendo este financiado pelo Programa Escolhas em parceria com a C.M.C., Clube Desportivo e Recreativo "Os Vinhais", Agrupamento de Escola Matilde Rosa Araújo e Agrup. de Escola Frei de Gonçalo de Azevedo. Em Setembro de 2010, o ORIENTA.TE dá os primeiros passos no Bairro da Torre e Cruz da Guia (Cascais) e em Setembro de 2011, na freguesia de Alcabideche.

Visão: Jovens felizes e capacitados para agir
Missão: Aumentar o poder de decisão e de escolha dos jovens (14-28 anos) com vista à inclusão socioprofissional sustentável

Actividades do Projecto

Descobre-te: Definição do projecto de vida
Representa.te (SDR): Sessões de grupo de Sociodrama
Representa.te Famílias (SDR): Sessões de grupo de Sociodrama com famílias
Informa-te: Procura de informação, formação e emprego na área de interesse
Liga.te: Mentorias e Job shadowing
Experimenta.te: Estágios vocacionais
Clic@.te (SDR): Acesso a internet
Tic@.te (SDR): Aquisição de competências em TIC
Forma.te (Galiza e Torre): Acções de formação específicas
Desafia.te: Promoção da cidadania activa e mobilização da comunidade
Envolve.te (SDR): Mobilização de jovens

Para conhecer mais sobre este projecto:

Orienta-te (site TESE)
Orienta-te (facebook)

Conferência: Envelhecimento - Encargo ou Oportunidade Económica? (Porto)

Realiza-se amanhã, dia 16 de Fevereiro, no HF Tuela Porto, na cidade do Porto, a Conferência: «Envelhecimento - Encargo ou Oportunidade Económica?». A iniciativa faz parte do Ciclo de Conferências promovido pelo Montepio e Diário Económico.


PROGRAMA:

16h.30 Recepção dos participantes

17h.00 Sessão de Abertura
- Marco António Costa, Secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social
- António Tomás Correia, Presidente, Montepio
- Francisco Ferreira da Silva, Subdirector, Diário Económico

17h.45 Enquadramento Demográfico e Social
- Maria João Valente Rosa, Directora do Projecto, PORDATA - Base de Dados Portugal Contemporâneo

18h.00 Envelhecimento Activo - Políticas Sociais e Geração de Riqueza
- Ester Vaz, Socióloga, Instituto Politécnico do Porto
- Luís Jacob, Director, Socialgest
- Maria Joaquina Madeira, Coordenadora do Ano Europeu Envelhecimento Activo e Solidariedade entre Gerações-2012

18h.45 Debate

20h.00 Encerramento e cocktail



Para mais informações:
Adelaide Agostinho
Tel: 21 323 67 71
E-mail: adelaide.agostinho@economico.pt

Vanda Salvado
Tel: 21 323 68 16
E-mail: vanda.salvado@economico.pt

...

"O sector social em Portugal tem o dever de pensar de outra forma e criar um novo sentido à sociedade portuguesa. Infelizmente nem sempre temos dado bons exemplos, mas há efectivamente, sobretudo da parte da nova geração, alguma vontade para mudar, provocada por esta inconformidade de não pensar e criar um novo sentido"
José Gil


13.2.12

Reflexão Notícias # 25

A pobreza não acontece de repente, vai corroendo a vida devagarinho


Esta semana, o Eurostat contou 2,7 milhões de portugueses em risco de pobreza e exclusão social. As instituições que oferecem comida e abrigo estão lotadas. Sem prevenção, e com as redes familiares perto de rebentar, as histórias que hoje aqui contamos podem multiplicar-se por milhares.

Para efeitos estatísticos, Maria, Vítor, Alberto estavam acima da linha de pobreza não há muito tempo. Trabalhavam, tinham casa - do banco ou do senhorio, mas ainda assim - e o que ganhavam chegava para manter os filhos na escola e comer a horas certas. Com o agudizar da crise, Maria entregou a casa ao banco, Vítor viu-se atirado para um albergue, Alberto passou os últimos dois meses num edifício abandonado depois de outros tantos a dormir na rua.

Têm histórias que, somadas, ilustram o modo como a pobreza vai corroendo devagarinho a vida de cada um, até que, na sua versão mais dura, os atira para a situação de carência e de exclusão social em que se encontram. Não estão sozinhos. Esta semana, o Eurostat contou 2,7 milhões de portugueses, ou seja, 25,3% da população, em risco de pobreza e exclusão social.

Ao fim de um ano que, como 2011, acabou com um total de 670.637 famílias que não conseguem pagar as prestações dos seus empréstimos, muitos mais se lhes juntarão. As instituições que oferecem comida e abrigo estão lotadas. A maioria diz-se obrigada a recusar um tecto a quem lhes bate à porta. "Todos os dias recusamos abrigo a duas ou três pessoas", conta Cláudia Silva, do Centro de Acolhimento do Beato, em Lisboa, numa ladainha que se vai repetindo em todas as instituições do género. A pobreza, apontam, tem várias fases. As pessoas perdem o emprego, a casa, esgotam a ajuda da família e dos amigos e, quando nada é feito, "ao fim de dois ou três anos chegam ao fim da linha, à rua", como diz Ana Martins, da Assistência Médica Internacional.

Na Santa Casa da Misericórdia do Porto, por exemplo, a necessidade de apoio atinge os próprios funcionários, o que levou a instituição a criar um fundo especial de 150 mil euros. "Para pagar a renda de casa atrasada, ou ajudar no pagamento das propinas dos filhos, a ajuda é depois descontada no salário, de forma gradual e obviamente sem juros", explica o provedor, António Tavares.

Para o investigador Carlos Farinha Rodrigues, especialista em questões de pobreza, "é evidente que esta crise vai colocar em sérios riscos aqueles que estavam marginalmente acima da linha de pobreza". Com as redes familiares perto de rebentar, o investigador diz que Portugal precisa com urgência de indicadores de alerta sobre as situações de precariedade e pobreza. Sem prevenção, as histórias que se seguem multiplicar-se-ão por centenas e milhares.

Seminário sobre Envelhecimento Activo

A Associação Gerações promove no próximo dia 8 de Março de 2012, no Auditório da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em Vila Nova de Famalicão, um seminário sobre a temática do Envelhecimento Activo, onde estarão presentes diversos especialistas.

Esta acção tem como objectivo assinalar o Ano Europeu do Envelhecimento Activo, sendo este um momento em que se pretende sensibilizar a população e os técnicos que interagem diariamente com este público, para as questões e para os desafios que decorrem do envelhecimento.

A sessão de abertura terá início às 14h30, sendo a primeira intervenção da responsabilidade da Dra. Ana Sousa que abordará o tema “Envelhecimento Activo: Dar Vida aos Anos”, seguida pela Dra. Ana Pinheiro com o tema “Solidão na Terceira Idade” e pelo Professor Doutor Arthur Neto com a apresentação “Desafios durante a transição da vida laboral para a reforma”, terminando com um debate participativo em torno das intervenções apresentadas durante a tarde.

Programa:
14h15: Recepção dos convidados
14h30: Abertura da Sessão
14h45: Envelhecimento Activo: “Dar vida aos Anos” - Dra. Ana Isabel Sousa
15h20: Solidão na Terceira Idade - Dra. Ana Isabel Pinheiro
16h00: Coffee Break
16h15: Desafios durante a transição da vida laboral para a Reforma... - Doutor Arthur Neto (Universidade Lusófona)
16h50: Programas intergeracionais: contributos para um Envelhecimento Activo - Orador a confirmar
17h30 Debate
18h00: Encerramento

Inscrições e Informações:
Avenida Marechal Humberto Delgado 499-515
4760-012 Vila Nova de Famalicão

O ingresso no seminário tem o custo:
Geral: 10€
Estudantes: 5€

Informações poderão ser efectuados previamente na sede da Associação Gerações ou através dos telefones 252374480 e 932886644 ou ainda através de email – geral@associacaogeracoes.com

11.2.12

Biblioteca # 34

Técnicas de Diagnóstico, Intervención y Evaluación Social

Autor (es): Antonio López
Ano de edição: 2011
Editor: UNIVERSITAS
ISBN: 9788479913113
Preço: 35,61€ -COMPRAR

Sinopse:
Na formação dos profissionais do Trabalho Social é necessário apresentar, de forma interdisciplinar, as principais técnicas que se podem utilizar de forma a que o profissional possa redefinir-se e construir o seu perfil em função dos objectivos da intervenção social. O objectivo deste livro é apresentar, de forma acessível, as principais técnicas para avaliar (ou diagnosticar) um problema, estabelecer um projecto de intervenção, e, realizado, avaliar os resultados obtidos, a actuação do trabalhador social e as actividades que se desenvolveram na instituição a que pertence e na qual realiza a sua actividade profissional.

Time Out... Le Havre



Título: Le Havre
Origem: Finlândia
Género: Comédia
Duração: 103 minutos
Realizador: Aki Kaurismäki

Sinopse:
Marcel Marx, um antigo escritor e conhecido boémio, retirou-se para um exílio voluntário na cidade portuária de Le Havre, onde se sente mais próximo das pessoas ao servi-las na nobre, mas pouco lucrativa, profissão de engraxador de sapatos. Enterrou os sonhos de um interregno literário e vive feliz no triângulo formado pelo seu bar favorito, o seu trabalho e a sua mulher Arletty, quando o destino subitamente coloca no seu caminho um jovem refugiado africano, menor de idade.
Como Arlette adoece gravemente na mesma altura e fica de cama, Marcel terá mais uma vez de se erguer contra a fria barreira da indiferença humana com a única arma de que dispõe: o seu optimismo inato e a constante solidariedade dos vizinhos, mas contra ele tem a máquina cega do aparelho do estado, aqui representada pelo cerco policial que pouco a pouco se vai fechando em volta do jovem refugiado.

Trailer: